Luiz Barsi Filho e os Segredos para Investir com Sucesso

Tempo de leitura: 4 minutos

Os Segredos para Investir com Sucesso

Ao longo dos últimos 40 anos, o aposentado paulista Luiz Barci Filho comprou e guardou ações de empresas sólidas e boas pagadoras de dividendos. Barci que tem 73 anos e vive de milionários rendimentos há mais de 20 anos, é hoje o maior investidor pessoa física do Banco do Brasil, o Isto É Dinheiro conversou com Barsi para tentar descobrir qual é o segredo de um investidor de sucesso.

Investir em ações é uma definição interessante, as pessoas falam que o mercado é um mercado de risco, no entanto, as pessoas não sabem definir o que é o risco. Eu costumo dizer o seguinte: arriscar em ações é você fazer uma análise tipo patrimônio preço da ação.

Se você for comprar uma ação cujo valor patrimonial é significativamente superior ao valor, ao preço dela, você não estará arriscando nada, porque na verdade você está comprando um patrimônio, e é isso, por um preço muito inferior àquele que ele representa, àquele que ele está representado.

Então o risco em ações, eu prefiro eu prefiro exorcizar essa questão, eu prefiro vamos supor, concorrer com a possibilidade de dizer, que o mercado ele é um mercado de oportunidades, porque porque as oportunidades e ações ela se renova e na medida que você estiver avaliando essas oportunidades, você então terá a chance de comprar e ter seus resultados bem assim adquiridos.

Qual a regra básica para o investimento em ações?

A regra básica quem investe em ações é primeiramente avaliar as ações como um instrumento de investimento. A pessoa deve sempre na medida do possível avaliar não sob a forma de especulação e sim comprar para investir.  O ideal seria a pessoa que não tem condições de aplicar um volume maior, processar essas aplicações através de um programa (de planejamento), ou seja, tentar formalizar uma carteira de previdência, e ao longo do tempo então, essa carteira crescerá, se multiplicará e formará uma renda, que pode ser considerado uma renda complementar ao seu salário.

Ao longo do tempo essa renda pode crescer e evidentemente acaba se convertendo numa aposentadoria que ele poderia considerar generosa, pois como tem muitos clientes que exercitaram essa postura e hoje desfrutam dessa dessa condição.

Como investir em tempos de crise?

A crise é muito favorável, para quem investe. Quando existe uma crise socioeconômica, o seu recurso não está em crise, então aí você compra bem por que você compra barato.

Quando as ações sobem muito, quem passa a ser o mercado em crise, é o seu recurso, quem passa a ser é o seu recurso porque aí você compra mal.

Então os momentos de crise, são os momentos mais propícios para as pessoas investirem nas ações, porque elas são e alvos de reflexos macroeconômicos e esses reflexos interferem evidentemente no posicionamento, na cotação e no ânimo das pessoas em em aplicar.

Como evitar perdas?

É absolutamente impossível perder dinheiro em ações, se a pessoa respeitar três regras de mercado:

1 – A primeira regra: Nunca aplicar no mercado de valores um montante ou um recurso, que você tenha destinado para qualquer outro projeto. Aplicar exclusivamente aquilo que você possa esperar o prazo para ele maturar.

2 – Segundo: Nunca comprar uma dica. Sempre avaliar essa aplicação em termos do que? Em termos de uma análise com fundamentos históricos de acontecimentos na empresa, histórico de resultados, base acionária, comprometimento dos controladores, estatuto social e outros fatores que possam evidentemente, fluir para que você possa concluir de uma maneira positiva

3 –  Terceira regra: Nunca vender por necessidade. As pessoas às vezes acabam conquistando determinados resultados e acabam desviando para a compra de outros lazeres outras coisas. Então você acaba vendendo por necessidade e vendendo por necessidade, nunca você vai fazer um negócio racional.

E com relação à critérios você tem que seguir dois deles:

1 – Primeiro: Você tem que ter disciplina

2 – Segundo: Paciência.

Se você exercitar esses fatores que eu acabei de enumerar, dificilmente você vai perder em ações.

E o que esperar do mercado em 2012?

Eu nunca costumo avaliar o mercado, porque o mercado é uma coisa interessante, ele é um ele é um instrumental e ele depende de uma série de fatores.

O que eu me proponho sempre a orientar, eu quero dizer é o seguinte, as pessoas têm que analisar as ações, comprar as ações, porque na verdade as pessoas não tendem a comprar nem ações no mercado, porque não existe, e nem ações da bolsa tá certo?

O importante é ele comprar ações de empresas que possam dentro de uma análise desses fundamentos básicos, e positivos evidentemente, a projetar uma eventual valorização das ações, ou então projetar o lucro de uma empresa para que ela possa efetuar ótimas distribuições de eventos, de dividendos, juros sobre capital próprio.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *