RESERVA DE EMERGÊNCIA

Tempo de leitura: 6 minutos

Vc está preparado para cobrir despesas EXTRAS, caso ocorra algum imprevisto na sua vida? Ou voce vai ficar desesperado sem saber o que fazer, caso isso aconteça? /// Reserva de Emergência. Sem querer fazer drama, esse assunto me traz lembranças, de uma época da minha vida, que era tão sofrida, que nem reserva de emergência eu tinha, então eu já começo te dando os parabéns, por vc estar interessado no assunto, interessado em criar a sua Reserva de Emergência, isso demonstra que vc se preocupa com a sua situação financeira, e não quer se endividar, caso aconteça algum imprevisto.

Mas, o que é uma reserva de emergência? Reserva de emergência, como o próprio nome diz, é um dinheiro que vc deixa separado, para utilizar em um eventual contratempo, sem precisar comprometer a sua saúde financeira, contraindo dívidas para cobrir gastos, que não estavam previstos no seu orçamento, como, uma viagem inesperada, uma situação de saúde na família, até mesmo a perda de um emprego. E caso isso aconteça, é muito melhor vc estar preparado financeiramente, para cobrir essas despesas, do que ser pego de surpresa, e acabar se endividando. Ok! Mas quanto seria o valor dessa reserva de emergência?

Não existe um valor específico para a reserva de emergência, pois cada indivíduo ou família, possui um padrão de vida diferente, mas geralmente, calculamos que uma reserva de emergência, seria algo que se aproximasse da seguinte conta: Voce pega o valor do seu custo de vida mensal, e multiplica ele por 6, onde 6 corresponde ao número de meses. Vou dar um exemplo, vamos supor que, para pagar todas as suas despesas mensais, vc precise de 2 mil reais, então a sua reserva de emergência ideal seria 2 mil X 6, que daria R$12 mil reais. Agora vem a pergunta, que não quer se calar:

Onde devo alocar a Minha Reserva de Emergência?

Onde eu devo investir ela enquanto eu não a uso? Vocês já sabem que eu falo sempre em investimentos em Bolsa de Valores, no entanto, a reserva de emergência é um dinheiro que vc precisa deixar separado da Bolsa, porque lembre-se que, o dinheiro que se investe na Bolsa, não é para ser mexido, certo? Isso mesmo!

O dinheiro que vc deixa na Bolsa de Valores, deve ficar lá. Se vc deixar o dinheiro da reserva de emergência alocado na Bolsa, vc corre o risco de, por exemplo, precisar vender suas ações quando elas estiverem na baixa, e justo no momento em que as empresas ainda não pagaram os dividendos, ou juros sobre capital próprio, então vc sairia perdendo.

Lembre-se que investir na Bolsa é um projeto de médio e longo prazo, para não ser mexido, onde vc apenas coloca dinheiro, faz o seus aportes mensais, e reinveste a rentabilidade, para aproveitar que o efeito dos juros compostos, possam multiplicar o seu dinheiro, e neste ponto, o fator tempo é essencial, e se você mexe nesse investimento, o seu prejuízo é muito maior do que você pensa, porque você vai quebrar o efeito do crescimento exponencial do seu dinheiro, que somente o tempo dos juros compostos proporciona. Entendida essa parte, vamos para a primeira estratégia que eu utilizei para fazer a minha reserva de emergência.

Lá no início, quando eu ainda estava começando a minha vida como investidor, eu deixava a minha reserva de emergência na Renda Fixa com liquidez diária, ou melhor dizendo, na Perda Fixa. Isso mesmo, eu deixava o meu dinheiro na Renda Fixa, mesmo sabendo que os produtos bancários são horríveis.

Mas, é um pouco melhor que deixar na poupança, por exemplo. Sei que vc provavelmente deve estar estranhando, eu falar sobre Renda Fixa. Mas essa é uma estratégia apenas para quem está partindo do zero, como eu estava naquela época, começando a investir na Bolsa, e criando minha reserva de emergência ao mesmo tempo. E se vc está nessa situação, tente escolher o produto que melhor te atende, mas nem precisa gastar muito tempo nessa pesquisa, pois na minha opinião, é tudo farinha do mesmo saco. Todos os produtos bancários são extremamente ruins, não são investimentos mas, pelo menos eles compensam um pouco, as perdas da inflação.

O importante é você ter liquidez diária, e isso somente a Renda Fixa proporciona, pois na poupança a rentabilidade é mensal, e no Tesouro Direto é anual. Agora vamos para a segunda estratégia. A partir do momento que eu passei a ter boas rentabilidades na bolsa, então eu tirei meu dinheiro da Perda Fixa, e comecei a colocar em Fundos Imobiliários, pois além da valorização das cotas, vc ainda recebe o pagamentos dos aluguéis mensais, e esses recebimentos são livres de imposto de renda, muito melhor do que simplesmente deixar seu dinheiro na Renda Fixa ou na poupança.

O único inconveniente de deixar sua Reserva em Fundos Imobiliários, é que vc precisaria esperar o tempo do processamento da venda, para receber seu dinheiro, caso precise utilizá-lo. Isso porque, toda a operação de compra ou venda de ações ou Fundos Imobiliários na Bolsa de Valores, leva sempre tres dias, eles costumam chamar isso de D+3. Porém, se vc já tem condições de ter um bom limite no cartão de crédito, ou até mesmo no cheque especial, esse prazo de espera não seria um problema, pois você usaria o seu crédito durante somente 3 dias e após este período, voce cobriria o cartão ou o cheque especial com o dinheiro da venda dos Fundos Imobiliários.

Deu pra entender? Se eu fui rápido demais revise o vídeo e anote. Eu quero ressaltar aqui, que a utilização do cartão de crédito e ou do cheque especial, deve ser feita APENAS,  para esperar o dinheiro da venda das cotas, ser creditado na sua conta. Lembre-se que o dinheiro do Cheque Especial, não é seu. Utilize apenas o que vc pode repor logo de imediato. Essas foram as duas estratégias que eu utilizei para criar a minha Reserva De Emergência.

Lembre-se também, que para investir em ações e Fundos Imobiliários da Bolsa de Valores, é seguro desde que você conheça as estratégias corretas de investimento, e saiba quais as fontes confiáveis de informações que vão lhe dizer quais as empresas e fundos imobiliários, são realmente bons para se investir. Se vc gostou deste vídeo, assine o canal, deixe seu like e comente comigo abaixo, qual a estratégia que mais se adequa a sua realidade?

Eu sou Marcelo Veiga, bacharel em direito, jornalista, consultor financeiro graduado pela Fundação Getúlio Vargas, Autor dos livros, Fábrica de milionários, Só não é  rico quem não quer e Fórmula online. Sou também professor do curso COMO ENRIQUECER NA BOLSA PONTOCOM PONTO BR. Espero te ver de novo e Deus te abençoe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *